Bate-papo “Cultura e Periferia”

No sábado, dia 23 de outubro de 2021, das 11h às 12h, acontece o último bate-papo online da exposição Aquilo que sempre se chamou de arte com Mauro Castro, Prof. Betinho e Zuca Fonseca com o tema Cultura e Periferia”. Articulando projetos como o periódico Expresso Periférico e o Encontro Literário #CaiuNaRedeÉCultura, coletivos de articulação em prol da cultura, saúde, educação e moradia da Zona Sul de São Paulo tem encontrado estratégias de fortalecer os territórios e suas lutas, além de estimular o desenvolvimento de laços comunitários. Nesta conversa o JAMAC – Jardim Miriam Arte Clube, apresenta a trajetória destas práticas e perspectivas do trabalho. A conversa acontece na página no facebook.com/jamacarteclube.

 

Mauro Pinto de Castro é morador em Americanópolis, Cidade Ademar. Metalúrgico aposentado e professor da rede pública municipal e estadual, atua em ações coletivas que se desenvolvem no território, como o Centro Frei Tito, Jamac, Comitê de Lutas e o Expresso Periférico.

Roberto Bezerra dos Santos, Professor Betinho, é formado em Letras pela USP e atua na rede pública de ensino desde 1996, sendo desde 2002 professor concursado de Língua Portuguesa no município de São Paulo e desde 2003 no município de Diadema. Ativista cultural, do movimento negro (Círculo Palmarino) e Hip Hop, é presidente de time de várzea (GRE Congregação Mariana) e do PSOL Diadema. Participa do Comitê de Lutas por Direitos da Cidade Ademar, Pedreira e Jabaquara e do periódico Expresso Periférico, blog de comunicação periférica que visa democratizar a informação e fazer formação política e cidadã.

Zulmira Fonseca é bacharel em Psicologia e em Pedagogia, pós graduanda em Educação em Direitos Humanos, educadora social, mulher preta, mãe, poeta e ativista nas lutas em defesa dos direitos humanos.

 

“Aquilo que sempre se chamou de arte” é a exposição de Mônica Nador + JAMAC para a FAMA Museu, contemplado no Edital FAMA Museu 01/2021. O projeto propõe um acervo de desenhos, estampas e relatos em torno de diferentes ideias de arte, a partir do próprio acervo do museu e do imaginário do público participante. Após a realização de uma série de oficinas de estêncil gratuitas e abertas e de conversas online, “Aquilo que sempre se chamou de arte” apresentará uma colcha de retalhos têxteis e sonoros com os registros destas experiências de arte.

Assista!
BR EN ES
bursa escort - escort izmit - mersin escort bayan - eskişehir bayan escort - adana escort bayanbursa escort - escort izmit - mersin escort bayan - eskişehir bayan escort - adana escort bayan