Renascimento

A partir do dia 13 de agosto, o trabalho “Renascimento” do artista Siron Franco (Goiás Velho – GO, 1947) será exposto no FAMA Museu. A instalação faz uma homenagem às vítimas da pandemia e aos profissionais de saúde. Com cerca de 300 manequins pendurados que parecem flutuar, o trabalho já foi exposto na Casa das Rosas em São Paulo. Siron Franco teve diversas exposições ao longo de sua carreira em museus nacionais e internacionais, e ficou bastante conhecido pela série de obras ligadas ao acidente radioativo do Césio 137, em Goiânia.

Apesar da temática dolorosa, o trabalho é uma celebração da vida. Produzindo desde a década de 60, as obras do goiano fazem parte de coleções como Metropolitan Museum of Art (Estados Unidos), Essex Collection of Art from Latin America (Grã-Bretanha), Museu de la Solaridad Salvador Allende (Chile), Museo de Arte Contemporáneo de Monterrey (México), MNBA (Brasil), MASP (Brasil), MAM RJ (Brasil), MAM SP (Brasil), MAM BA (Brasil).

BR EN ES